Cantigas


 

A música no Candomblé

 

"O som é a primeira relação com o mundo, desde o ventre materno. Abre canais de comunicação que facilitam o tratamento. Além de atingir os movimentos mais primitivos, a música atua como elemento ordenador, que organiza a pessoa internamente", afirma Araújo Jorge.

A orquestra do candomblé é constituída por atabaques, agogôs, cabaças e chocalhos.Os atabaques são três, em tamanhos diferentes: rum (maior), rumpi (médio) e lé (menor). Existe também o Agbé ou piano de cuia, o adjá e o xeré, este último só é usado em festas para Xangô. Os tocadores tem um chefe denominado de Ogã Alulu. Os atabaques são considerados essenciais para a invocação dos deuses.

 

 

Atabaques ou Ilus
 

Os três atabaques que fazem soar o toque durante o ritual também são responsáveis pela convocação dos deuses.
O rum funciona como solista, marcando os passos da dança. 
Os outros dois, o rumpi e o lé, reforçam a marcação, reproduzindo as modulações da língua africana yorubá - uma língua cantada. Além dos atabaques, usam-se também o agogô e o xequerê.
 

 

Tocadores de Atabaque

 

Runtó (Geralmente um Cargo Masculino dos Candomblés Gêge e Mina);
Ogã Alulu (Cargo Masculino comum dos Candomblés da Nação Ketu, erroneamente conhecido como Alabê que significa mendingo);

Sicaringome (Cargo Masculino comum dos terreiros de Candomblé Nação  Angola -Congo).

 


Cantigas de Nação

 

São ao todo, mais de quinze ritmos diferentes. Cada Casa de Santo tem até 500 cânticos.
Os versos e as frases rítmicas, repetidas incansavelmente, têm o poder de "captar" a energia dos Orixás, Inkises ou Voduns e estreitar o  vínculo entre o nosso ambiente físico, com ambiente astral-sobrenatural.

 

 

Toques

Toques na mão: Ijesa, Cabula, Congo > <


ILU > <

Termo da lingua Yoruba significando "tambor".É um ritmo rápido e de cadência marcada atribuído a Oya / Iansã. Conhecido também como Dárò, que significa lamento. É percurtido por aquidavis.*Aquidavis" - varetas feitas de madeira .

BATA > <

Batá significa tambor para culto de Egum e Sangô .Ritmo cadenciado especialmente para Sangô. Pode ser tocado para outros Orisás.Tocado com as mãos.

ADARUM > <

Ritmo invocatório de todos os Orisás. Apressado ,forte e contínuo marcado junto pelo agogo.Pode ser acompanhada de canto especialmente para Ogum.

ALUJÁ > <

Significa orifício ou perfuração.Toque rápido com características guerreiras. É dedicado a Xango.

AGERE > <

Em Yoruba significa "lentidão" . Ritmo cadenciado para Ososi com andamento mais rápido para Oya/Iansã. Quando executado para esta Ayabá é chamado de "quebra-pratos" .

HAMUNIA / ARREBATE / AVANINHA > <

Ritmo acelerado e sincopado. Marca início e término das cerimônias .Significa eles se movem.

ADABI / AGABI / EGO > <

Bater para nascer é seu significado. Ritmo sincompado dedicado a Esú.

BRARUM > <

Dedicado a OSumare .Ritmo marcado por golpes fortes do Run.

HUNTÓ OU RUNTÓ > <

Ritmo de origem Fon executado para Osumare. Runtó também é o chefe da orquestra Jeje ,título dedicado aos Oga Alulu nas comunidades Nagô. Pode ser executado com cânticos para Obaluayie e Sango.

IJESÁ > <

Ritmo cadenciado tocado somente com as mãos. É dedicado a Osun quando sua execução é somente instrumental.
 

IGBIN > <

Significa Caracol. Execução lenta com batidas fortes .Descreve a viagem de um Ancião.É dedicada a Osalufã.

KORIN- EWE > <

Originário de Irawo ,cidade onde é cultuado Osain na Nigéria. Seu significado é "Cântico das Folhas".


OGELE > <

Ritmo atribuído a Obá. Executado com cânticos para Ewá. É o "tambor falante que manda mensagens para longe".

OPANIJE > <

Dedicado a Obaluayie,Onile e Sapanã. Andamento lento marcado por batidas fortes do Run. Significa "mata e come".


SATÓ > <

Sua execução lembra o ritmo Bata com um andamento mais rápido e marcado pelas batidas do Run. Dedicado a Osumare ou Nanã. Significa a manifestação de algo sagrado.


TONIBOBÉ > <

Pedir e adorar com justiça é seu significado. Tocado para Sango .

 

 

 

ANGOLA

 


Aluvaiá

 

Mavile, mavile, mavile mavambo
Mavile, mavile, mavile mavambo
E kompensu e, a rá rá
E kompensu á.
E mavile, e mavile, mavile maviletango
Mavile, mavile maviletango
E sissa, sissa é sissa lukaia
Sissa, sissa é sissa lukaia
Sissa eu ananguê

 


 


Angorô 

 

E Angorô êê, Angorô
E Angorô tá no kajimbanda
Olha kimbanda, olha o kimbandô
Angorô sinhô, Angorô sinhô
Sindenganga já huntale
E sindenganga já oro
E sindenganga já huntale
Ai ai aimé
Angorô sinhô de dandalunda sessé
Angorô sinhô de dandalunda sessé
Angorô sinhô de dandalunda sessé
Aimé
 


Gongobila

 

E Gongobila mutale
É o sinda e kokiá
Aê aê aê, é o sinda e kokiá.
Si, si a koke iá iá
Si, si a koke iá iá
A koke Gongobila, a koke iá iá
Si, si a koke iá iá
Si, si a koke iá iá
A koke Bandalekongo, a koke iá iá

 


Lembadilê / Lembaranganga

 

Lemba, Lemba Dilê
O Lemba é de kanamburá
Lá vem o dia raiar. 
O lemba o lembe, Lemba Dilê
O lemba o lembe, Lemba Dilê. 
O Lemba, Lembaranganga
Jafuranga sessé
O Lembá, Lembaranganga
Jafuranga
Lemba, Zambi Aponge no parakenã
o inzo inzo
Lemba, Zambi Apongue no parakenã
o inzo inzo
 


Matamba

 

Óia Matamba ê, tata eme
Óia Matamba ê, tata eme
Sinha vanju damuringanga
Ê tata eme
Oiá, óia Matamba
Ê tata eme. 
E dambure, senza quenda é maiongue,
Banburussenda, senza quenda é maiongue. 
O sinha vanju, o sinha vanju ê
O sinha vanju, o sinha vanju ê
Ae Banburussenda, o sinha vanju ê
 


Nkosi Mukumbe

 

Roxi Mukumbe tara mesá nanguê
Cóia ê ae, cóia ê ae, cóia ê ae
Komosenzala senza roxi,
Kepembe é poramo
Komosenzala senza roxi
Ae, ae roxi.
Komosenzala ê, komosenzala á
Komosenzala ê, komosenzala.
E Banda Minikongo aê aê, aê aê
Banda Minikongo é minikongo
É Subukeuala.
Ê aê aê, Banda minikongo
É de taramenê ô
Ê aê aê
 


Kaitumbá

 

E mikaiá, e mikaiá
Selumbanda selomia
Demama ê o mikaiá
Selumbanda, selomina demama ê
O mikaiá ê
Kevê kevê o mikaiá
Kevê kevê o mikaiá
Mama imbanda, segurimgoma
Keuame, kaiá. 
Ê Dandalunda kaimbanda kokê
Ê Dandalunda kaimbanda koke á
 


Kafungê

Kafungê katulemborasime konsenzala ê
Kafungê katulemborasime konsenzala ê
Kafungê.
É kombi, é kombi lasi
Ê Kafungê
É kombi, é kombi lasi
Ê Kafungê.
Aê aê, seu kafumã
Aê aê, seu kafumã
Kajanjá kebelujá
Aê seu kafumã
Kajanjá kebelujá
Aê seu kafumã

 


Katendê

 

Katendê ganga turussú
Katula de ngoma é poramo
Katendê ganga turussú
Katula de ngoma é poramo.
Iambugué kegóiamim pikininim
Mavilekongo
Iambugué kegóiamim pikininim
Mavilekongo.
Maionga su okê okê
Gangatubesê okê oká
Maionga su okê okê
Gangatubesê okê oká
 


Kisimbi

 

Kisimbi ê, Kisimbi é mona mê
Kisimbe ê, Kisimbi é mona mê
Kisimbi ê, é mona mê
Kisimbi ê, é mona mê
Samba unguelê, samba unguelê panzuê
Samba ungulê, samba unguelê panzuê
Samba unguelê panzuê Samba unguelê panzuê 
 


Kitembo

 

Tempo makuradile,
Tempo makuradile,
Eu venho é de amuraxó xó, ai ai
Eu venho é de amuraxó
Tempo makuradile.
Kitembo ê, ngana zambi
Kitembo ê, ngana zambi
Kisimbi ê óia matamba a perolá
Kisimbi ê ainda é Tempo ê.
Kitembo e re re
Óia Kitembo a perolá
Kongo mavile a lemba ê
Ainda é Tempo ê
 


Terekompenso

 

Bere bere apazauana, azauana
Bere bere apazauana aô.
Fala chiquinha paradá, ê pará dilê
Fala chiquinha paradá, ê pará dilê
Fala chiquinha paradá, ê pará dilê.
Tere-Kompenso ê
Tere-Kompenso á
Tere-Kompenso ê, dandalunda
 


Wunge

E Wunge e mona mê
E Wunge e mona mê
Katura diangoma, Wunge kauere, Tauere
Katura diango, Wunge tauere
Mafuzi Wunge
Akauila zinge
Mafuzi Wunge

 


Nzazi

O Zaze ê, o zazê á
O Zaze ê maiangolê, maiangolá.
Zaze kinambô aê aê
Kumbela Zaze, o Zaze ê.
Aunguelê, aunguelê belo Zaze
Aunguelê, aunguelê belo Zaze
Aunguelê belo Zaze
Aunguelê belo Zaze

 


Zumbarandá

 

E Zumbarandá o ke pembe iá iá,
Ke pembe, arue, o le le iá iá,
O ke pembe.
Mametu nanje
Mametu tunanjere
Mametu nanje
Mametu tunanjere

 


 

Cantiga do Afoxé  > <

 

“ENQUANTO OS LEÕES NÃO TIVEREM SEUS CONTADORES DE HISTÓRIA, AS HISTÓRIAS DE CAÇADAS GLORIFICARÃO OS CAÇADORES”. 

 

Depois de 500 anos de ausência da historia da África, dos afro-descendentes e da cultura negra na historiografia oficial, que saibam todos os(as) candidatos à Princesa Isabel das secretarias afins que a implantação da Lei 10.639 exige um protagonismo negro.

 

 

Saudação

 

Mo juba akó

Mo juba a

Atiyo ojó

Àtiwò òòrùn

Okánlérúgba irúnmolè

Ikòríta meta àwon ayé ibà

Iyá mi òsòròngà ibà

Eu saúdo os primórdios da Existência

Saúdo o Criador

Saúdo o sol nascente

Saúdo o sol poente

Saúdo as duzentas e uma divindades

Saúdo as três encruzilhadas onde ficam os ayé

Minhas mães Osòròngà, eu as saúdo

 

Toque Aluja

 

Àdúrà Sàngó

 

Sàngó ibà!

Ibà ayé ni à jé,

Àwa kò jéorun.

Àse,

Ibà re olúkòso má je à sise

Àse.

Okó oba, ada oba, kó má Sá wa lésè

Àse

Máa so òkò ibánújé sínú ilé wa.

Àse

Máa jé ki á sòrò, fenu ko.

Àse

Máa jé kí á kú ikú òjiji

Àse

Tútù tútù ni kí á máa ri

Àse

Bá wa gun òtá.

Àse

Inú wá dùn.

Bi a se se odún rè yí,

Bí ó ba dì àmódún.

Kí á lê owó,

Ki á lê Omo

Ki á lê àláfíà,

Ki á lê ayò.

Àse

Ki á mà kú,

Ki á má rùn,

Ki á tún se àmódún,

Tomotomo bi àkàrà.

Àse

Xangô nós te saudamos!

Saudamos os vivos.

Nossa saudação não é para os mortos.

Axé!

Nós te saudamos Olúkòso, dá-nos forças para o bom comportamento.

Axé

Para não infrigirmos a lei dos homens

Axé

Não atire em nossa casa pedras que trazem tristeza.

Axé

Proteja-nos para não dizermos coisas que possam ofender as pessoas

Axé

Poupa-nos da morte prematura

Axé

Mantenha-nos sempre calmos.

Axé

Ajuda-nos a vencer os inimigos.

Axé

Estamos felizes pelo modo que fizemos sua festa.

Que no próximo ano

Tenhamos mais dinheiro,

Tenhamos mais filhos,

Tenhamos mais saúde,

Tenhamos mais felicidade

Axé

Que a morte não nos leve

Que a doença não nos atinja.

Para que todos nós

Estejamos juntos no próximo ano.

Axé

 

Cantigas

 

Laróyè!

Salve È s ù!

È s ù ò n ò n È s ù ò n ò n
O s iré lódé Elégbára
E l é gbára mú rí e È s ù ò n ò n kí awo

Exú senhor dos caminhos
Que faz a festa nos espaços externos, homem forte
Eu vi Exu o senhor dos caminhos fazendo culto ao segredo

È s ù tà awá ni l o ri
È s u tà awá ni l o ri

Saudamos Exú ele é nosso líder

Oba e kòso

Oba le ile awo

Ele é o rei que não se enforcou

O rei esta na terra para ser cultuado

Oba irunmole

Oba irunmole o

O rei é uma divindade

O rei é uma divindade

O dun Ni àwa eniyan dudu
O dun Ni àwa eniyan dudu
O m o O rùnmilá
Il e Yorùbá
Njó a ki
O rùnmilá bàbá m o
Njó a ki
O rùnmilá bàbá m o
Aege aege àwa iyn sin sin
Aege aege àwa iyn sin sin

Nesta grande festa anual
Nós negros
Nesta grande festa anual
Nós negros
Filhos de Orunmilá
Da terra Yorùbá
Dançamos e saudamos
Orunmilá o pai da sabedoria
E com isso festejamos Agué